"Quero imaginar sob que novos traços o despotismo poderia produzir-se no mundo... Depois de ter colhido em suas mãos poderosas cada indivíduo e de moldá-los a seu gosto, o governo estende seus braços sobre toda a sociedade... Não quebra as vontades, mas as amolece, submete e dirige... Raramente força a agir, mas opõe-se sem cessar a que se aja; não destrói, impede que se nasça; não tiraniza, incomoda, oprime, extingue, abestalha e reduz enfim cada nação a não ser mais que um rebanho de animais tímidos, do qual o governo é o pastor. (...)
A imprensa é, por excelência, o instrumento democrático da liberdade." Alexis de Tocqueville
(1805-1859)

"A democracia é a pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que foram experimentadas." Winston Churchill.

sábado, 23 de dezembro de 2017

DIRCEU GANHA BELA APOSENTADORIA DA CÂMARA E PASSA A RECEBER R$ 15 MIL MENSAIS

O ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula), que foi solto por habeas corpus do STF, em foto de maio de 2017. (Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO)
Dinheiro não é problema para o milionário Dirceu
O ex-ministro da Casa Civil e ex-deputado federal José Dirceu (PT-SP) receberá aposentadoria de R$ 9,6 mil pelo período em que exerceu mandatos parlamentares na Câmara. O valor corresponde a 28% do salário de um deputado federal, que é de R$ 33,7 mil.
A decisão do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi publicada no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (21). Maia se baseou em parecer da Coordenação de Registro e Seguridade Parlamentar favorável ao petista. Dirceu entrou, em abril deste ano, com um pedido de aposentadoria na Câmara.
O petista foi eleito deputado federal por três vezes, em 1990, 1998 e 2002 e foi cassado pela Câmara em 2005, por conta das denúncias do esquema do mensalão do PT.
DIREITO ADQUIRIDO – De acordo com a Coordenação de Registro e Seguridade Parlamentar, a perda do mandato de um deputado não prejudica o seu direito a aposentadoria.
Em outro escândalo de corrupção, o da Petrobras, Dirceu foi condenado a mais de 30 anos. Ele chegou a ser preso, por determinação do juiz Sérgio Moro – magistrado responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. O ex-deputado conseguiu sair da prisão após uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
Desde maio deste ano, Dirceu aguarda em liberdade uma decisão da segunda instância (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), que pode manter a condenação ou absolvê-lo. Enquanto isso, ele é obrigado a cumprir algumas medidas restritivas, como uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de deixar Brasília, cidade em que mora.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – A matéria do G-1 contém um grave erro, porque Dirceu não pode ser “absolvido”. Sua condenação foi confirmada por unanimidade pelo TRF-4, que aumentou a pena para 30 anos de prisão. Seus advogados recorreram só para ganhar tempo, e logo Dirceu voltará para Curitiba em Curitiba. A reportagem também esqueceu de dizer que Dirceu vai receber cerca de R$ 100 mil atrasados. E agora, passa a acumular uma renda superior de R$ 15 mil mensais, porque foi aposentado pelo INSS com R$ 5,5 mil, sem jamais ter trabalhado. Acredite se quiser. Aliás, dinheiro não é problema para Dirceu, que tem polpudas reservas no Panamá. (C.N.)

23 de dezembro de 2017
Por G1, Brasília

UMA OPORTUNA REPRISE DA ENTREVISTA DE MALUF A GENETON NA GLOBO NEWS


Em 2015, Maluf nem imaginava ser preso
Uma reprise interessante. Entrevistado pelo saudoso repórter Geneton Moraes Neto, Globonews, em 2015, o deputado Paulo Maluf, entre revelações verdadeiras, versões pessoais e os escapismos de sempre, afirmou uma verdade incontestável: quando os telespectadores sentem que entrevistas foram pré-combinadas, simplesmente mudam de canal ou desligam a televisão. A entrevista de Paulo Maluf foi excelente e, logo no início, sentado numa das salas de sua mansão em São Paulo, Maluf disse a Geneton: pergunte o que quiser que eu responderei. Esta é uma entrevista autêntica que estou concedendo a você. Ao contrário de muitas outras entrevistas por aí nas quais os entrevistadores não apertam os entrevistados.
Maluf, penso eu, tinha razão. Tem razão, aliás porque o fenômeno apontado se repete de forma frequente. Não que os repórteres tenham combinado vantagens recíprocas, embora isso possa acontecer em certos casos. Mas sobretudo porque o entrevistador tem medo de perder o entrevistado em ocasiões futuras. O temor nasce da imaginação de que o repórter pode deixar de contar com uma fonte de informação permanente.
DIFERENÇA – As fontes de informação são a base do jornalismo em grande parte dos casos. Porque uma coisa é transportar a informação para as telas da TV e páginas dos jornais. Outra coisa é analisar o conteúdo e os reflexos das informações divulgadas.
Essa diferença é fundamental para nossa profissão de contadores de fatos, alguns deles destinados à história brasileira. Neste caso, por exemplo, um leve comentário de Tancredo Neves, ao responder uma pergunta minha no Clube dos Repórteres Políticos, em almoço na Casa da Suiça.  Coloquei as mortes em série de Juscelino Kubitschek, João Goulart e Carlos Lacerda. Corriam notícias da operação Condor na América do Sul. Tancredo Neves me disse apenas:” Mortes em série nunca são coincidência”. Tempos depois percebi, revisitando a memória, porque motivo ele não se operou no momento necessário. Adiou a operação da qual terminaria viajando para a eternidade.
Maluf tocou nesse ponto. Que assim fica como mais um capítulo à disposição dos historiadores. Entrevista de Maluf estendeu-se a outros caminhos.
UM EXEMPLO – Mas falei em perguntas gerando respostas favoráveis aos entrevistados. Cito o caso recente da entrevista do Presidente da Petrobrás Pedro Parente cuja administração, sem dúvida, é marcada tanto pelo êxito quanto pela honestidade de propósito. A Petrobrás deixou de ser um covil de ladrões, o petrolão está ao alcance de todos para confirmar. O juiz Sérgio Moro pode se transformar numa testemunha da história. Falei em entrevistas e também em respostas.
Pedro Parente anunciou investimentos na escala de 74,5 bilhões de dólares nos próximos cinco anos. Em matéria de André Ramalho, Rafael Rosas e Daniel Ritner, ele focalizou o projeto de redução das dívidas internacionais da empresa. O total do endividamento atinge 88 bilhões de dólares. Pedro Parente espera reduzi-lo, em semelhante prazo de tempo, para 77 bilhões de dólares. Isso significa que o montante das dívidas é maior do que o dos investimentos.
O processo de redução do endividamento é muito positivo. Negativa é a situação da estatal produzida pelos assaltos em série em seu patrimônio. Um dos exemplos de assaltos é o exemplo da sucateada refinaria de Pasadena.
Eis aí uma observação que faltou na entrevista do presidente da Petrobrás.

23 de dezembro de 2017

O HUMOR DO DUKE...

Charge O Tempo 22/12/2017


23 DEZEMBRO 2017

SITUAÇÕES EXTRAVAGANTES NA TESE DE QUE LULA ESTARIA SOFRENDO PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

Resultado de imagem para lula perseguido charges
Charge do Son Salvador (Charge Online)
A tentativa da defesa do ex-presidente Lula de caracterizar os processos contra ele como perseguições políticas leva a situações extravagantes, quando acusa o TRF-4 de celeridade, sugerindo uma decisão de apressar o processo para impedi-lo de disputar a eleição presidencial, ou quando tenta provar através de perícia técnica que os recibos dos aluguéis de um apartamento vizinho ao da família Lula não seriam “ideologicamente falsos” como acusa o Ministério Público.
A suposta celeridade do processo deveria ser um ponto favorável à nossa Justiça, normalmente vagarosa, e nessa “denúncia” está implícita a suspeita de que a antecipação do julgamento tem como objetivo condenar Lula a tempo de inviabilizar sua participação na disputa eleitoral.
ALTERNATIVA – Com essa postura, só resta uma alternativa: ou o TRF-4 inocenta Lula, ou qualquer outro resultado contrário às pretensões do réu será naturalmente uma armação da Justiça.
A resposta do presidente do Tribunal Regional Federal com sede em Porto Alegre (TRF-4), desembargador Thompson Flores, demonstrando que não houve celeridade no trâmite do processo do recurso contra a condenação no caso do triplex do Guarujá, vem acompanhada de um extenso relatório mostrando que o processo de Lula tramita dentro de prazos rigorosamente normais no TRF-4, sendo que levará mais tempo do que 48,9% das apelações criminais que foram julgadas em até 150 dias no ano de 2017.
Os 100 dias de processamento até 1 de dezembro deste ano  se referem apenas ao tempo transcorrido entre a data da sua distribuição ao Relator e a de seu encaminhamento ao Revisor. O relatório esclarece que o processo de Lula ainda necessitava no dia 1º deste mês “da prática de atos processuais indispensáveis para a realização do seu julgamento e à vista do tempo necessário para a realização de todos esses atos processuais, pode-se afirmar que o recurso de apelação não será julgado em até 150 dias da data da sua distribuição”.
JULGAMENTO PREFERENCIAL – Além do mais, a Apelação Criminal do caso de Lula se enquadra em duas das hipóteses de exceção à regra do julgamento preferencial pela ordem cronológica de distribuição no Tribunal: é processo criminal, com três réuS acima de 60 anos e se insere na Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça, que manda priorizar o julgamento dos processos relativos à corrupção e à improbidade administrativa.
Quanto ao caso do apartamento de São Bernardo do Campo, vizinho ao da família Lula, o Ministério Público Federal (MPF) desistiu de realizar uma perícia nos recibos de aluguel apresentados pela defesa do ex-presidente Lula, não por que queira impedir que a veracidade dos documentos seja comprovada, mas porque a acusação é de que os documentos apresentados pelos advogados são “ideologicamente falsos”, e não materialmente falsos.
Como o suposto dono do imóvel, Glauco da Costamarques, admitiu que assinou os recibos em série, em diversas ocasiões, a documentação tem a aparência de verdadeira, mas não refletiria a realidade.
DEPOIS DA PRISÃO – O novo depoimento do proprietário do imóvel, que o Ministério Público considera ser um laranja de Lula ou de seu amigo José Carlos Bumlai, mostrou, para o Ministério Público, que os aluguéis só começaram a ser pagos regularmente a partir de 2015, depois da prisão de Bumlai, tendo o suposto proprietário ficado sem receber o pagamento por 4 anos.
Segundo a defesa de Lula, nas contas de Costamarques circularam valores em espécie compatíveis com o recebimento dos aluguéis, “não tendo ele ou o MPF feito qualquer prova de que tais valores não têm essa origem”. Aí teríamos uma nova questão a ser resolvida: por que a falecida dona Marisa pagaria em dinheiro vivo um aluguel, quando normalmente esse tipo de pagamento se faz através de transferência bancária?
A história toda não se sustenta em pé.

234 de dezembro de 2017
Merval Pereira
O Globo

CLIMA É DE SILÊNCIO NA FÁBRICA DA EMBRAER SOBRE AS NEGOCIAÇÕES COM A BOEING

Resultado de imagem para embraer e boeing sindicato
Do lado de fora da fábrica, sindicalistas protestam
O clima foi de silêncio entre os funcionários na porta da fábrica da Embraer em São José dos Campos (SP) na manhã desta sexta-feira (22). A notícia de uma eventual compra da Embraer pela Boeing pegou de surpresa os trabalhadores na sede da empresa. Na entrada da fábrica, funcionários abordados pela reportagem preferiram não se manifestar sobre possíveis impactos acarretados pela fusão. A maioria alega falta de informação e conhecimento para poder avaliar como a negociação irá afetar a empresa e os trabalhadores brasileiros.
“Ninguém sabe de nada, não temos informação, só sei o que saiu na imprensa. Foi uma surpresa para todos nós, mas não sei dizer se será bom ou ruim. Vamos esperar, não adianta criticar sem saber o que está realmente acontecendo”, disse um metalúrgico que trabalha no primeiro turno da fábrica e que pediu o anonimato.
FIM DE ANO – Outro trabalhador, que também não quis se identificar, disse que a negociação entre as duas empresas não afetou o clima da festa de confraternização dentro fábrica nesta sexta-feira. “Hoje estamos todos comemorando, é o último dia de trabalho, ninguém está preocupado com isso. A direção da Embraer deve se pronunciar e explicar tudo quando voltarmos, no dia 3”, disse.
A Embraer emprega cerca de 16 mil trabalhadores no Brasil. Nas fábricas de São José dos Campos, a sede, são cerca de 12 mil funcionários. Empresários do setor aeronáutico dizem acreditar que uma fusão entre a Embraer e a Boeing em benefícios para toda a cadeia produtiva. Mas o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos realizou um ato em frente à Embraer, na manhã desta sexta-feira (22), ressaltando para os trabalhadores os possíveis impactos negativos que seriam gerados pela fusão.
POLÊMICA – “A venda da Embraer coloca em risco não só o emprego mas a própria soberania do país”, disse o vice-presidente do sindicato, Herbert Claros.
“Essa história que a Boeing pode acabar com as fábricas da Embraer no Brasil não tem sentido. Qualquer que seja a negociação com a Boeing, toda a cadeia produtiva só tem a ganhar”, disse Francílio Graciano, presidente do grupo Troya e representante do cluster aero no Conselho do Parque Tecnológico São José dos Campos. O cluster reúne cerca de 100 empresas e emprega cerca de 6.000 trabalhadores.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – Com esta polêmica, as ações da Embraer devem subir de preço, porque o interesse da gigantesca Boeing, orgulho da indústria aeronáutica americana, comprova a excelência e a importância da empresa(C.N.)


23 de dezembro de 2017
Tânia Campelo
Folha

É IMPRESSIONANTE O ESFORÇO DE TEMER PARA SIMULAR QUE JÁ ESTÁ BEM DE SAÚDE

Temer apresenta avanços do governo em café da manhã com jornalistas
Michel Temer disse que vai passar o Ano Novo na praia
O presidente Michel Temer passará o Natal com a família em São Paulo. Em café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira, 22, ele afirmou que o Réveillon “será na praia”. Ressalvou, porém, ainda não ter decidido se irá com a família para a reserva da Base Naval de Aratu, na Bahia, ou para a Restinga da Marambaia, no Rio, ambas administradas pela Marinha do Brasil.
O presidente fez questão de cumprimentar os jornalistas um a um ao chegar ao café. No final, posou para foto oficial com os repórteres, quando comentou rapidamente que está bem de saúde, após ser submetido a procedimentos cirúrgicos por problemas urológicos.
CRIANÇAS – Antes do café da manhã com jornalistas nesta sexta-feira, Temer e a primeira-dama, Marcela, receberam cerca de 100 crianças de seis a 13 anos integrantes de dois projetos sociais: o Centro Social Yingá, de São Sebastião (DF) e Programa Forças no Esporte.
Corais dos dois projetos cantaram para Temer e Marcela em uma das salas do Palácio da Alvorada, entre elas, “Noite Feliz” e “Noite Santa”. As crianças também posaram para fotos com o presidente e a primeira-dama. O filho do casal, Michelzinho, não participou do evento.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – É preciso reconhecer o extraordinário esforço que Michel Temer vem fazendo com objetivo de demonstrar que está bem de saúde, para não haver prejuízos a seu sonho de reeleição. Na verdade, ele continua passando uma fase muito difícil, com um dreno incômodo que mantém a desobstrução de sua uretra e conduz a urina a um saco plástico que o presidente leva atado na perna. Temer ainda terá de usar o dreno por mais duas semanas, mas fica fingindo que já está bem de saúde. Sua iniciativa de ir para a praia é patética. Será que pretende dar um mergulho e tomar banho de sol exibindo o dreno? É triste ver como essas pessoas têm tamanho apego ao poder, a ponto de ficar inventando histórias, como se os jornalistas fossem verdadeiros idiotas.(C.N.)

23 de dezembro de 2017
Deu no Estadão

COM MEDO DE SER PRESO, JOSÉ DIRCEU AGORA PEDE CALMA AOS MILITANTES DO PT

Resultado de imagem para dirceu
Dirceu viu que deu mancada e voltou atrás
Depois de infringir vários artigos do Código Penal e da Lei de Segurança Nacional, ao usar o site do PT para conclamar os petistas e aliados a promoverem uma “revolta” em Porto Alegre no dia do julgamento de Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o ministro José Dirceu mudou radicalmente de opinião. Com medo de perder a prisão domiciliar e ser novamente conduzido à cadeia em Curitiba, Dirceu agora passou a pedir manifestações pacíficas, a serem organizadas, em todo o país, diante de prédios da Justiça, em nome do direito constitucional de se manifestar, para impedir que usem da Justiça para fazer injustiça, em suas palavras.
Este é o tom do mais recente artigo de José Dirceu, que estreou nesta segunda-feira, dia 18, como colunista semanal no blog “Nocaute”, do escritor Fernando Morais.
###
MOBILIZAÇÃO NACIONAL EM DEFESA DE LULA
José Dirceu
Meus amigos, minhas amigas do Nocaute. Toda segunda-feira estarei aqui com vocês conversando, trocando ideias, discutindo o nosso Brasil, a nossa luta, em homenagem ao Fernando Morais, à sua luta, sua história. Sempre esteve conosco. Militante, político antes de mais nada, escritor primoroso, todos nós conhecemos a obra de Fernando Morais. Eu o conheci na Assembleia Legislativa na década de 1980, eu como funcionário, ele como deputado, na luta contra a ditadura.
Temos uma trajetória comum, além de sermos mineiros. Agora mesmo estou doando, cedendo, à fundação Mariana, onde está a casa que o Fernando nasceu e será uma fundação cultural, um arquivo histórico, os meus arquivos.
Mas hoje estamos aqui para falar de Lula. Da nossa solidariedade, apoio a Lula. Da nossa presença, de todos nós, em espírito ou a presença militante em Porto Alegre, dia 24 de janeiro. Os golpistas foram derrotados. O país está de costas para eles. Eles não têm apoio nem para as reformas, para o desmonte do estado de bem-estar social, para as medidas antinacionais que têm tomado e nem para o golpe dentro do golpe, que é a tentativa de impedir Lula de ser candidato.
A via escolhida foi a Justiça. Todos sabemos que não há provas, que Lula é inocente, e que se trata do uso, do pior uso da Justiça para cometer uma injustiça histórica: tirar da lista de candidatos em 2018 o candidato que vencerá as eleições, o presidente que o povo quer de volta porque tem legado, deixou a sua marca na história, resgatou a dignidade e autoestima dos brasileiros. Fez o que havia se comprometido com o povo em 2002 e 2006, ao contrário dos golpistas. Rasgaram a Constituição, o pacto político democrático, social e agora, sem apoio, querem de novo, violando a Constituição, tomar o poder pela força. Não pela força das armas, como em 64, mas pela força da lei a serviço da injustiça.
Vamos nos mobilizar desde já, com vigílias, caminhadas, passeatas por todo Brasil. Não só no dia 24. E vamos protestar, nos manifestar em todas as capitais, em frente aos tribunais federais regionais, nas cinco capitais onde eles têm sede. E em Porto Alegre, mas de forma pacífica, organizada. Não vamos aceitar provocações. Vamos evitar o que aconteceu aqui em Brasília, nas manifestações das entidades sociais, quando provocadores e a polícia reprimiram a manifestação, e a desorganizaram.
Vamos organizados, com firmeza, com coragem, mas ao mesmo tempo sabendo que se trata de um direito legítimo nosso o de manifestação, o de expressar a nossa indignação e o nosso apoio, a nossa solidariedade a Lula. Um grande abraço e um bom dia a todos.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – Dirceu mudou o tom, mas não mudou a estratégia. Quer provocar uma confusão dos diabos, porque sabe que está prestes a ser preso, devido ao resultado do julgamento do TRF-4, que confirmou sua condenação pelo TRF-4. Seus advogados apresentaram Embargos Infringentes, iguais aos impetrados pela defesa de Paulo Maluf, só para ganhar tempo. Por fim, a estratégia traçada por Dirceu neste artigo está furada, porque na reta final Lula terá impugnada sua candidatura e o PT já era. Como dizem os árabes, “Maktub” (Assim estava escrito). (C.N.)
  

23 de dezembro de 2017
Carlos Newton

MEIRELLES NÃO CITA TEMER PROPOSITADAMENTE NA TV E IRRITA O NÚCLEO DURO DO PLANALTO

Resultado de imagem para meirelles na TV + psd
“Durmo pouco e trabalho muito”, disse Meirelles
O discurso eleitoral do ministro Henrique Meirelles (Fazenda) no programa de seu partido, o PSD, irritou parte dos deputados aliados ao governo por não citar o nome do presidente Michel Temer nem pedir diretamente apoio à reforma da Previdência. Segundo a Folha apurou, as queixas chegaram ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que as repassou a Temer. De acordo com esses aliados, o ministro recebeu críticas dentro da própria equipe, que diz que ele está deixando de lado algumas pautas importantes para se dedicar ao calendário eleitoral.
Meirelles ainda não bateu o martelo sobre sua candidatura em 2018. Diz que isso será feito apenas em março. Até lá, juntamente com Maia e o governador Geraldo Alckmin (PSDB), figura como aposta de nome que terá o apoio do Palácio do Planalto.
SEM AVENTURAS – Na peça veiculada nesta quinta-feira (21), o ministro diz que o brasileiro “não quer mais saber de aventuras” e usa o espaço de oito dos dez minutos do vídeo para tentar se consolidar como potencial candidato a presidente em uma fatia do eleitorado considerada de centro.
Apesar do discurso de que terá o apoio do governo caso consiga ocupar esse espaço, o ministro não cita diretamente o nome de Temer no programa e também não usa a expressão “reforma da Previdência”, principal bandeira de sua política econômica, porém, considerada eleitoralmente impopular.
Meirelles fala em números da queda na inflação e nos juros e diz que está ajudando o país a vencer “a maior crise econômica da nossa história”, mas quando o assunto é a mudança nas regras de aposentadoria, a expressão “nova Previdência” aparece na tela enquanto ele faz um discurso genérico.
REFORMAS – “Esse governo tem tido a coragem de fazer reformas fundamentais para a retomada do crescimento e do emprego”, diz Meirelles. “Temos que trabalhar para ampliar conquistas para que no futuro não falte dinheiro para pagar as aposentadorias”, completa.
O vídeo lembra ainda que Meirelles foi presidente do Banco Central e comandou uma “virada na economia”, sem citar o fato de que ele ocupou esse cargo durante o governo Lula. Em seguida, explica seu trabalho no governo Temer. “Durmo pouco e trabalho muito, gosto de trabalhar. O trabalho do ministro da Fazenda é fazer a economia melhorar e o país crescer.”
A votação da reforma da Previdência está marcada para dia 19 de fevereiro e, por enquanto, o governo ainda não tem os 308 votos necessários para aprovar a medida na Câmara. Segundo aliados de Temer, Meirelles deveria ter usado o tempo no vídeo para fazer uma defesa enfática da proposta e garantir apoio.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
 – A reportagem da excelente Marina Dias requer tradução simultânea, porque suas fontes são os assessores de Temer no Planalto. Os membros da base aliada estão pouco ligando para o que diz Meirelles, eles só querem saber as vantagens que Temer ainda pode lhes dar, usando a caneta. Quem não gostou nada da fala de Meirelles foi o próprio Temer, que manobra nos bastidores para evitar a candidatura de Meirelles. Apenas isso. (C.N.)


23 de dezembro de 2017
Marina Dias
Folha

ÚLTIMO PRESENTE DE NATAL DE GILMAR MENDES FOI TIRAR A TORNOZELEIRA DE ROSINHA

Resultado de imagem para rosinha garotinho
Rosinha se livrou também do recolhimento noturno
O ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mandou nesta sexta-feira (22) suspender as medidas cautelares concedidas à ex-governadora do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho, mulher do também ex-governador Anthony Garotinho. Gilmar Mendes já havia mandado, na última quarta (20), soltar Anthony Garotinho e o presidente nacional do PR, Antonio Carlos Rodrigues, presos na mesma operação.
Na prática, Gilmar Mendes mandou retirar a tornozeleira eletrônica de Rosinha Garotinho e suspendeu o recolhimento noturno, derrubando também a regra imposta a ela de não poder ter contato com outros investigados na operação que a levou à prisão.
CRIMES ELEITORAIS – Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho foram presos pela Polícia Federal em 22 de novembro na operação que investigou supostas irregularidades na campanha eleitoral de Anthony Garotinho em 2014 ao governo do Rio de Janeiro.
São apurados nesta operação os crimes de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais. Anthony e Rosinha Garotinho negam as acusações.
Sem indícios – Ao analisar o caso, Gilmar Mendes avaliou que as medidas cautelares concedidas são “desproporcionais”, acrescentando não haver indícios de “reiteração delituosa” que possa ser atribuída à ex-governadora, ou seja, para o ministro, não há fatos que indiquem que Rosinha Garotinho esteja cometendo crimes.
“Há evidências concretas de condutas ofensivas às investigações perpetradas por outros membros da organização, mas não há o liame entre tais condutas e alguma ação efetiva da ré [Rosinha Garotinho]”, escreveu o ministro.

23 de dezembro de 2017
Marcelo Parreira
TV Globo, Brasília

APESAR DE VOCÊ, MINISTRO GILMAR MENDES, "AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA..."

Resultado de imagem para GILMAR MENDES CHARGES
Charge do Mário (Arquivo Google)Do notável humorista e ator Grouxo Marx: “Estes são meus princípios; se não gostar, tenho outros”. Pois eu uso os mesmos princípios há tanto tempo que não saberia servir-me de outros. Um deles me impede de invadir a consciência alheia para emitir juízos de caráter. Considero violência fazê-lo. No entanto, quando uma figura pública mostra, de modo reiterado e persistente, total desmazelo em relação à própria imagem, eu me sinto desobrigado de manter a prudente condescendência que ela não outorga a si mesma. O ministro Gilmar Mendes se enquadra nesse caso. Nos últimos meses, tornou-se o personagem mais mencionado da cena brasileira, comparecendo a todas as rodas, mesas e colunas de jornal.
O dever de formar opinião sobre figuras de tal porte não é facultativo, mas impositivo à condição de cidadão. Se, como ministro do STF, Gilmar já é, por natureza, uma pessoa pública, suas ações desde o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE o trouxeram para o centro da ribalta, onde vaias e aplausos não costumam ser poupados. E nesse particular, o ministro foi, aos poucos, personificando os inimigos da Lava Jato.
RETRATO FALADO – Quem quiser dar-lhe rosto e representar a proteção aos corruptos forçosamente desenhará uma face redonda, bochechuda, e lábios arqueados para baixo sob o peso de uma personalidade insolente.
Afinal, alguém precisa proteger os endinheirados do Brasil; alguém, neste país tão injusto, precisa mostrar que corruptos ricos também têm direitos e que a cantina do presídio não é lugar para grã-finas. Cartéis não devem ser misturados, todo mundo sabe. Bastou Lula dizer que o Rio não merece ter governadores presos por haverem roubado o dinheiro do povo, para Gilmar devolver Garotinho aos braços desse mesmo povo. E só não soltou a esposa Rosinha porque esta já estava em casa, claro, de tornozeleira, esperando pelo marido, como convém às vésperas do Natal. Ora essa! Bando de gente desumana!
HÁ REAÇÕES NO STF – Quaisquer pressupostos favoráveis à conduta de Gilmar Mendes, que exalta suas próprias responsabilidades na “jurisprudência libertária da 2ª Turma”, caem ante a opinião que dele fazem os próprios colegas de corte. Já a expressava Joaquim Barbosa quando literalmente o acusou, em plena sessão do tribunal, de estar “destruindo a justiça deste país”. Revelou-a, recentemente, Roberto Barroso, quando jogou-lhe em rosto essa “leniência que Vossa Excelência tem para com a criminalidade de colarinho branco”.
O ministro Marco Aurélio Mello, em entrevista concedida em Porto Alegre há dois meses, referindo-se ao colega Gilmar, que o tratara por “velhaco”, disse: “Em relação a mim ele passou de todos os limites inimagináveis. Caso estivéssemos no século 18, o embate acabaria em duelo e eu escolheria uma arma de fogo, não uma arma branca”.
AMOR E HUMOR – A opinião pública, essa multidão formada por mim e você, leitor destas linhas, sabe que o amor ao próximo, à justiça, ao direito, é incompatível com o desprezo ao papel pedagógico das instituições, com o mau humor permanente e com a arrogância que marca a fisionomia e a conduta do ministro Gilmar.
Mas esse mesmo amor, sabemos, é compatível com a Lava Jato, com o juiz Sérgio Moro e tantos outros que comprovam haver juízes para um novo amanhã em nosso país.

23 de dezembro de 2017
Percival Puggina

INDULTO DE NATAL QUE TEMER CONCEDEU AOS CORRUPTOS É UM INSULTO À CIDADANIA

Resultado de imagem para indulto de natal
Charge do Marcos Borges (Arquivo Google)
O Indulto de Natal que Temer está concedendo para os corruptos e ladrões do povo e país, em que pese a contrariedade dos procuradores do Ministério Público Federal, comprova que o Brasil está sendo administrado por um bando de meliantes muito bem organizado. Além da Justiça “interceder” em favor dos facínoras, libertando-os ou deixando-os detidos em suas mansões ou palacetes, o presidente agira age também para facilitar a vida dos criminosos, diminuindo-lhes a pena e soltando-os das prisões.
Faz tempo que escrevo sobre o país falido ética e moralmente. Em consequência, a população tem absoluta desconfiança das autoridades, gerando intranquilidade, instabilidade social, discriminação explícita contra o cidadão trabalhador e contribuinte, economia estagnada, além de sustentar esse festival de iniquidades produzidas pelo congresso e Planalto, corroboradas pelo Supremo Tribunal Federal.
TUDO ERRADO – Na razão direta em que se percebe os poderes constituídos como inimigos do povo, devido a seus comportamentos diametralmente opostos à vontade popular que exige probidade, honestidade e seriedade, porém encontra impunidade, imunidade e irresponsabilidade, indiscutivelmente a reação é deixar o país de lado, ignorando que esta decisão é justamente aquela que concede tais libertinagens com o dinheiro público, na forma de salários milionários, indenizações ilegais e imorais, penduricalhos, aposentadorias especiais, sem que haja qualquer providência contra os privilégios, pois não há cobrança pelo cidadão para que a ordem seja preservada mediante a obediência às leis.
Ora, a passividade do brasileiro se explica pela sua incapacidade de alterar a situação atual, a partir do momento que constata não haver uma liderança inata e legítima, além de não existir a indispensável união  pela força popular nem vontade política de consertar a nação.
DEMOCRACIA? – Portanto, os delinquentes construíram um país à parte, que lhes pertence, e podem fazer dele o que bem entender. Como resultado desse domínio, resta ao povo tão somente obedecer e outorgar poderes, pois assim lhe dizem os donos do poder que “a democracia” precisa ser mantida.
Evidentemente, trata-se de uma democracia que serve para uns e outros, menos para o Brasil, que sangra de eleição em eleição, na esperança que os eleitos cumpram com seus deveres, quando, na verdade, trata-se de mais um grupelho que assaltará os cofres públicos e explorará o cidadão!
O gesto de Temer é a comprovação tácita e indiscutível do descaso à Constituição, com enaltecimento à corrupção, mostrando que o presidente da República é não só desonesto, mas também faz questão de ser garantidor da impunidade.

23 de dezembro de 2017
Francisco Bendl