"Quero imaginar sob que novos traços o despotismo poderia produzir-se no mundo... Depois de ter colhido em suas mãos poderosas cada indivíduo e de moldá-los a seu gosto, o governo estende seus braços sobre toda a sociedade... Não quebra as vontades, mas as amolece, submete e dirige... Raramente força a agir, mas opõe-se sem cessar a que se aja; não destrói, impede que se nasça; não tiraniza, incomoda, oprime, extingue, abestalha e reduz enfim cada nação a não ser mais que um rebanho de animais tímidos, do qual o governo é o pastor. (...)
A imprensa é, por excelência, o instrumento democrático da liberdade." Alexis de Tocqueville
(1805-1859)

"A democracia é a pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que foram experimentadas." Winston Churchill.

domingo, 16 de fevereiro de 2020

MINISTRO ABRAHAM WEINTRAUB RETRUCA E CONFRONTA SENADOR RANDOLFE RODRIGUES NO SENADO.

SENADOR TENTA HUMILHAR MINISTRO DA EDUCAÇÃO DE BOLSONARO E PEDE IMPEACHMENT E RECEBE RESPOSTA CONTUNDENTE ...

MINISTRO ABRAHAM WEINTRAUB DENUNCIA, FRENTE A FRENTE, DEPUTADOS FINANCIADOS PARA SABOTAGEM E ...

4 LIÇÕES DE EINSTEIN

ZYGMUNT BAUMAN - VIDA E OBRA DE BAUMAN - MODERNIDADE LÍQUIDA

SÓ A VERDADE LIBERTA

PRESIDENTE JAIR BOLSONARO VOLTA A DETONAR A ARAPUCA DO "FUNDÃO" E LEVA OS VELHACOS DO 'ESTABLISHMENT' À LOUCURA.

Já me referi aqui no blog em minhas análises políticas ao fato de que a montagem do Estado brasileiro a partir do golpe da República foi estruturada de tal forma que jamais pudesse ser governado por alguém fora do establishment.

A minha afirmativa, de alguma maneira, vai sendo comprovada pelos fatos depois da eleição do Presidente Jair Bolsonaro. 
Sim, Bolsonaro pode ser considerado um outsider apesar de sua carreira política, tendo sido sucessivamente reeleito para a Câmara Federal ao longo de quase 30 anos.

Desde que ficasse por lá estaria tudo bem para o establishment até porque sua presença no Parlamento contribuía para revestir de legalidade o sistema de cartas marcadas. 
Ou seja, ninguém de fora do establishment, esse ajuntamento de poderosos que dão a ordem ideológica, política, social e econômica à Nação, poderia peitar o esquema.

Todavia o imponderável aconteceu e Jair Bolsonaro é o primeiro Presidente da República eleito pelo povo brasileiro à revelia dos planos do establishment
O plano A dos poderosos deu com os burros n'água e a vontade popular prevaleceu sem qualquer dúvida. 
Agora o plano B do establishment é derrubar o Presidente Jair Bolsonaro do poder. 
E, para isso há um cipoal de leis criadas pelo establishment por meio de seus estafetas no Congresso Nacional. 
O aparato legal é tão grande e complexo que desafia até os melhores experts no campo jurídico. Além disso o establishment tem apoio total e irrestrito de toda a grande mídia e seus jornalistas de aluguel.

Essa faceta diabólica do dito "Direito pátrio" se agiganta mais uma vez e expõe suas garras afiadas tentando encurralar o Presidente da República no que concerne ao ato de vetar ou sancionar o tal Fundão eleitoral. 
Algo assim: se ficar o bicho come, se correr o bicho pega. O festejado "Direito pátrio" não passa de uma arapuca!



Velho de guerra na política o Presidente Jair Bolsonaro demonstra - para o desespero dos poderosos do establishment - que é osso duro de roer, ainda mais nutrido por um enorme caudal do voto popular, ou seja, Jair Bolsonaro não chegou à Presidência da República por meio dos tais "esquemas políticos" e o beneplácito midiático. Pelo contrário! Desde sempre é saco de pancada da bandalha das redações. Todas elas!

Tanto é que na manhã desta quarta-feira, dia 8 de janeiro de 2O20, publicou uma postagem nas redes sociais demonstrando mais uma vez que parece estar muito bem assessorado. Como se nota prevalece a sua inclinação em não vetar o tal Fundão. Leiam:


- A lei 1.079 de 1950 trata dos crimes de responsabilidade, ou seja, impeachment.
- Art. 7°, inciso 4: utilizar o poder federal para impedir a livre execução da lei eleitoral.
- A partir dessa premissa (art. 7°) nota-se que o Presidente da República, apesar de poder vetar/sancionar leis, ao menos nessa questão, seu poder não é ilimitado.
- Não foi a Lei Orçamentária que criou o "Fundão", mas sim a Lei 13.487/2017. O valor de R$ 2 bi foi estipulado pelo TSE (Ofício 2522, de 11/jul/2019) e não pelo Poder Executivo.
- Do exposto, o veto aos R$ 2 bilhões, daria margem para que o Presidente fosse questionado junto à Camara dos Deputados de "UTILIZAR O PODER FEDERAL PARA IMPEDIR A LIVRE EXECUÇÃO DA LEI ELEITORAL." 

16 de fevereiro de 2020
in aluizio amorim

AS FORÇAS SOMBRIAS QUE ATRASAM O BRASIL

EM 'LIVE' PELAS REDES SOCIAIS O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DENUNCIA AS FORÇAS QUE IMPEDEM AS AÇÕES DE GOVERNO DEMANDADAS PELO POVO BRASILEIRO.




Pela primeira vez em 130 anos da República, ou melhor do golpe de 1889, os brasileiros têm um Presidente da República que, semanalmente, por meio das redes sociais presta contas do que está fazendo e, ao mesmo tempo, revela o que não consegue fazer em favor do povo em decorrência dos grupos de pressão poderosos instalados no Congresso Nacional e no Judiciário.

Isso comprova o que tenho escrito aqui neste blog a respeito da ação do famigerado "establishment", o conluio de poderosos que envolve mega empresários, banqueiros, operadores da bolsa, especuladores variados e correlatos. 
Ah, essa gente graúda também financia as empresas jornalísticas agora despojadas daquela dinheirama pública que chegava aos seus cofres desde a dita "nova República". Essa orgia com dinheiro público chegou ao auge com os governos do PT, MDB, PSDB, todos farinha do mesmo saco. Não enganam mais nem os cachorros da rua. 

Aliás, nesta "live" no vídeo acima o Presidente Bolsonaro detona a famigerada Rede Globo, outrora "Vênus Platinada", que abocanhava a maior fatia do filé mignon estatal conforme pode ser conferido aqui.  

Enfim, é isto aí. Vale a pena ver esta 'live' com o Presidente Jair Bolsonaro falando diretamente com o povo brasileiro. 
Aliás o que tem feito todas as semanas, inclusive do exterior quando de suas viagens internacionais.

16 de fevereiro de 2020
in aluizio amorim

AOS 40 ANOS, O PT ESTÁ DECRÉPITO

O PT, quem diria, está fraco, envelhecido, debilitado aos 40 anos. 

Para um partido que desejou reinar para sempre, que se denominou o maior da esquerda latino-americana, que se pretendeu hegemônico, tal desgaste está deixando seus dirigentes e seu dono, Lula da Silva, atônitos, desesperados para regatar o poder que lhes proporcionou tantos privilégios, um reinado de 8 anos do chefe e mais quatro e meio de Dilma Rousseff.


O PT institucionalizou a corrupção sem nenhum pudor, simulou ser o salvador dos pobres, mas muitos de seus membros, incluindo, Lula da Silva, enriqueceram no poder enquanto a desigualdade social permanecia. 
Não houve competência para fazer as reformas necessárias e os alardes de maravilhas executadas não passaram de engodos.
Quanto aos valores que norteiam as percepções morais da sociedade foram pisoteados através do vale-tudo dos comportamentos. 
A Educação caiu ao seu pior nível, pois não interessava o aprendizado, mas a doutrinação petista capaz de gerar profissionais que até hoje acreditam que Lula é um coitado inocente e que o fazer do partido, que é um misto de seita e máfia, é  excelsos e puro. 
O PT não erra, mas sim os outros, porque o PT tudo pode, inclusive, estaria acima da Lei.
Mas nada dura para sempre. O abuso chegou ao ponto que não foi mais tolerado. Quando o governo de Dilma Rousseff, especialmente no segundo mandato, aos seguir as ordens de seu criador político mergulhou o País em sua pior recessão aconteceu o inusitado, o nunca havido: multidões foram às ruas gritar:  Fora Lula. Fora Dilma, Fora PT.
Naturalmente, petistas, acostumado a transformar retoricamente suas derrotas em pseudo vitórias, preferiram chamar de golpe as manifestações populares que desembocaram no Congresso cujos membros se nutrem da opinião pública. 
O impeachment, ironicamente sempre tentado para outros, atingiu o coração do partido, que a dali em diante começou a descer a ladeira da decadência política. Especialmente, Lula foi atingido e não conseguiu demover deputados e senadores manter sua comandada.
Seguiu-se a perda de mais de 60% das prefeituras. Um baque e tanto, político e financeiro. 
Outros fatos se seguiram indicando sinais de decrepitude, mas um deles provocou um abalo sísmico, profundas rachaduras na carapaça petista: a prisão do líder, baseada não só em delações, mas em documentação farta e provas concretas sobre crimes cometidos.
Novamente o PT inventou uma risível e estapafúrdia explicação: Lula é preso político, enquanto este se apresentava como a criatura mais inocente do planeta. 
O culpado não era Lula, mas o então juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça e da Segurança Pública, um magistrado de rara coragem e competência, uma exceção brasileira capaz de nos fazer orgulhar do Brasil.
E veio a eleição presidencial. Uma nesga de esperança despertou nas hostes petistas. Mas Haddad, denominado jocosamente de poste, perdeu para Jair Bolsonaro, o qual para os institutos de pesquisa estava destinado inexoravelmente à derrota.
Agora o PT, decrépito e atordoado, tenta recuperar o tempo perdido, mas sua única inovação é a seguinte: ao invés de tentar inutilmente uma frente das ditas esquerdas, quer ir além da pose em que figuraram Lula, Haddad e Paulo Maluf, as louvações a Sarney e a proximidade com outros políticos antes execrados. 
Agora vale parcerias não só com os partidos nanicos que se dizem de esquerda, mas a associação com o antes “horripilante” Centrão formado pelo PL, PP, DEM, PRB e Solidariedade. Tem mais, candidatos petistas a prefeito poderão receber a poio, além do Centrão que engloba o DEM, do PSDB.  Portanto, acabou aquela coisa de partido golpista e se instalou a mixórdia total.
Quando afirmei em artigos anteriores que os partidos brasileiros não passam de clubes de interesse, trampolins para se alçar ao poder, sem ideologia ou programas não vejo exceções. O PT é um partido igual aos outros, só que pior, porque sempre se escondeu atrás de uma inverídica ética. 
Aliás, em seus congressos o PT nunca conseguiu definir seu socialismo, seja o comunismo ou a socialdemocracia.  Entretanto, lançou a moda de chamar os que considera seus inimigos de fascistas. 
Mais um sinal de ignorância porque petistas não têm a mínima noção do que é fascismo, mesmo porquê, nunca souberam se definir ideologicamente. 
Agora, seguem desgastados, decrépitos aos 40 anos, em busca do poder pelo poder que como sempre foi sua objetivo.

16 de fevereiro de 2020
Maria Lúcia Victor Barbosa, socióloga

O 'DEEPSTATE' EM AÇÃO! COMUNISTAS PERMANECEM AGINDO EM TODAS AS INSTANCIAS DO ESTADO BRASILEIRO PARA SOLAPAR O GOVERNO DO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO


Está aí neste vídeo uma ótima entrevista com a Deputada Federal Bia Kicis que dispensa apresentações. Bia é entrevistada pelo apresentador do Canal Vira News, Nando Baltazar. Quem acompanha o noticiário político nacional sabe muito bem quem é Bia Kicis. Já os eventuais neófitos em política poderão conhecer o pensamento e as ações políticas de Bia Kicis.

Em sua conta no Twitter, o jornalista Guilherme Fiuza fez um observação muito pertinente sobre o conteúdo deste vídeo que na verdade devassa a as entranhas do poder, assinalando: "O PT saiu do palácio mas não saiu do poder. Está entranhado nas instituições por toda a sociedade. Quem entendeu isso não tem o direito de esmorecer.” A filosofia política norte-americana, aliás, tem um conceito específico para a estratégia de domínio do poder político independentemente de quem esteja na Presidência, que é o conceito de "Deep State", que literalmente quer dizer "Estado profundo".

Arrisco afirmar que o "Deep State" é um dos mais expressivos operadores do "establishment", palavra do inglês que quer dizer literalmente "estabelecimento", mas como conceito da filosofia política denota aquele grupo de poderosos como os grandes capitalistas, banqueiros, empresários, ou seja a elite social e econômica de um país que impõe a ordem ideológica e política de uma Nação.

Com a eleição do Presidente Jair Bolsonaro tanto o conceito de "establishment" quando o de "Deep State", saíram dos manuais de filosofia política e podem ser verificados na prática. Os brasileiros nunca tiveram um "curso" tão didático de teoria política. E isso se deve ao fenômeno Jair Bolsonaro que devassou o esquema do poder político nacional deflagrado com o golpe da Proclamação da República de 1889. E lá se vão 130 anos! do domínio dos poderosos golpistas e que vem sendo passado por tradição hereditária a seus áulicos.



ENTENDA ESSE JOGO SÓRDIDO 

Entender essa realidade da política nacional é como se diz o pulo do gato para compreender todo o esquema de dominação, espécie de garrote vil que sufoca a Nação brasileira impedindo a  libertação de seu povo e a possibilidade do progresso social e econômico.

Dadas às suas condições naturais o Brasil deveria ser o país mais próspero do mundo. No entanto continua amargando a condição de país do terceiro mundo. O Governo do Presidente Jair Bolsonaro abre portanto a primeira oportunidade ao longo de mais de um século de República de inverter esse jogo sórdido e criminoso que nos impõe a miséria e a barbárie como se fossem parte de um destino natural.

Cumpre finalmente assinalar que o "establishment" opera sem levar em conta a questão ideológica e sempre se associou aos comunistas cujo modus operandi político está assentado no totalitarismo o que facilita o acesso sem limite aos recursos do Estado. Lembram quando Lula assinou uma medida provisória destinada a favorecer uma determinada montadora de veículos?

Enfim, em linhas gerais é isso aí. E repito: O Governo Bolsonaro é a derradeira chance de inverter esse jogo maldito e criminoso, esse gargalo que impede o nosso país de crescer.

E fiquem atentos: o 'establishment' não brinca em serviço e tentará de todas as formas impedir que as reformas propostas pelo Presidente Jair Bolsonaro, que têm o aval da maioria do povo brasileiro, sejam aprovadas.

Não tem dúvida que uma medida urgente a ser tomada pelo Governo do Presidente Bolsonaro é desmontar o "Deep State", a corriola comunista entranhada no Estado brasileiro em conluio com os poderosos comandantes do establishment.

16 de fevereiro de 2020
viranews Brasil

ITALIANOS FAZEM MANIFESTAÇÃO CONTRA PAPA FRANCISCO: "COMUNISTA"

UM ENCONTRO CABULOSO NO VATICANO

Você sabe o que tem aqui dentro?

O youtuber Bernardo Küster, muito conhecido em seu canal no Youtube e nas redes sociais gravou uma mensagem especial em referência ao inusitado e cabuloso encontro do Papa Francisco com o condenado Lula da Silva que establishment conseguiu soltá-lo da cadeia onde cumpria pena.

Em sua última peripécia o condenado Lula foi recebido pelo Pontífice que o abençoou. Vale a pena ver e ouvir a mensagem analítica de Bernardo Küster no vídeo abaixo.

O catolicismo tem 2000 anos sendo a primeira vez que um evento dessa natureza é comandado por um Pontífice e faz, claramente, parte de uma trama política deixando os cristãos e, particularmente os católicos, estupefatos.

Não poderia deixar de registrar aqui no blog esse episódio já que se relaciona diretamente com o nosso país. O Brasil é majoritariamente cristão. Portanto vale a ver e ouvir neste vídeo as colocações analíticas formuladas por Bernardo Küster:


16 de fevereiro de 2020
in aluizio amorim

O PAPA CHIQUINHO MOSCOUZINHO ESTÁ TRANSFORMANDO O VATICANO NUMA MECA DO BANDITISMO



O Seboso de Caetés, mais conhecido como Lula sempre teve   (enganou a todos nós) cheiro de bandido, discurso de bandido e postura de bandido.
A corriola ou puxa-saco do Lula pensa como bandidos e age como bandidos. 
Petismo é sinônimo de banditismo, de ladroagem, eles são terroristas que foram treinados em Cuba e na Rússia e sempre usaram suas táticas safadas a serviço do PT e do MST. Essa gente dá nojo.
Esses NAZICOMUNOPETRALHAS falam em democracia o tempo todo, como se não a sabotassem 24 horas por dia. Esses pulhas têm pavor a uma imprensa livre e a um povo libertário. Foi o Lula que dividiu a miséria tapeando-a com esmola além de mentir roubar e deixar roubar o Brasil, descaradamente, durante 13 intermináveis anos.

O maior mentiroso e corrupto da história da nação brasileira, com um legado de 13 milhões de desempregados em uma família com no mínimo 5 pessoas beirando a 70 milhões de miseráveis se alimentando pessimamente e sem estudo e outras necessidades básicas, como a honestidade por exemplo!!! 
O país possui a pior educação(na América Latina) e saúde do mundo. Um Brasil onde esse desclassificado junto com as quadrilhas lulopetralhas do PT e partidos satélites, intelectuais e comunicadores sociais assaltaram os cofres públicos brasileiros em mais de 1 trilhão de reais. 

O partido do Lula teve 4 tesoureiros presos e todos os ministros da Casa Civil estão presos ou respondendo processos, todos!!! Entre este lote de bandido consta o nome de uma tal de Erenice Guerra e até Dilma Estocadora de Vento. Só faltou mesmo assumir a Casa Civil Rosemary Noronha...

Esse bandido usou os cofres do BNDES e de outros bancos estatais, o dinheiro do povo brasileiro, para doar a narcoditadores corruptos da América Latina e África para assassinarem e escravizarem milhões de seres humanos em seus países e esse dinheiro voltar para as contas internacionais dessa imensa Organização Criminosa Socialista e Comunista, vide a Venezuela onde o povo foge para não morrer de fome, e esse canalha e traidor da pátria brasileira, criminoso de lesa pátria, preso, julgado e condenado, cúmplice dos crimes de Chavez e Maduro contra o povo da Venezuela e da miséria, também que se abateu sobre aquela nação, vem falar com o Papa sobre a fome e problemas do mundo, isso dá nojo e ânsia de vômito aos católicos da América Latina e do Brasil.

Que vergonha Papa Chiquinho Moscouzinho!!! Por isso as Igrejas Católicas cada vez mais estão vazias no Brasil e na América Latina, pois em vez de defender Jesus e Maria Santíssima a Igreja vai defender, proteger e adorar Marx, Engels, Stalin, Fidel Castro, Lenin, Maduro, Chavez, Lula, e outras figuras “ANTICRISTÃS” que infelizmente, uns, ainda estão pelo mundo afora destruindo países e povos em nome do socialismo e comunismo corrupto, sanguinário e anticristãos. 
Através dessa atitude em receber um marginal da laia do Lula, pois essa é a opção demonstrada por Chiquinho Moscouzinho. 
 Que Deus nos proteja, e, como as profecias relatam e provam no mundo todo, o Anticristo, em parte, já estar plantado na Igreja Católica. Só nos cabe rezar e pedir a misericórdia divina que nos livre de comunistas, petralhas, bandidos e ladrão feito o Lula.

Com a chegada da bandidagem petralha ao poder, em 2003, a consciência crítica da nação ficou anestesiada. 
A partir de agora, será preciso entender como foi possível que tantos tenham se deixado enganar por um político que jamais se preocupou senão consigo mesmo, como foi o caso do Seboso de Caetés, com sua imagem e com seu projeto de poder; por um demagogo que explorou de forma inescrupulosa a imensa pobreza nacional para se colocar moralmente acima das instituições republicanas; por um líder cuja aversão à democracia implodiu seu próprio partido, transformando-o em sinônimo de corrupção e de safadeza a céu aberto(lembram-se do mensalão!!!). 
De alguém, enfim, cuja arrogância chegou a ponto de humilhar os brasileiros honestos, elegendo o que ele mesmo chamava de “postes”.

16 de fevereiro de 2020
Altamir Pinheiro
in chumbo grosso

"TERRORISTAS DO ISIS SÃO COMO OS APÓSTOLOS DE JESUS" - DIZ O PAPA FRANCISCO




O Papa Francisco deu as boas-vindas no Vaticano ao chefe de um grupo muçulmano ligado ao financiamento do terrorismo jihadista. O meu mais recente artigo no FrontPage:

Como se não estivesse já suficientemente comprometido com a falsa caridade e a ignorância voluntária em relação à ameaça da jihad, o Papa Francisco recebeu no Vaticano o Dr. Muhammad bin Abdul Karim Al-Issa, secretário geral da Liga Mundial Muçulmana), um grupo ligado ao financiamento do terrorismo jihadista: 



Durante a reunião, al-Issa agradeceu ao Papa pelas suas “posições justas” sobre o que ele chamou “falsas alegações que ligam extremismo e violência ao Islão”. Em outras palavras, ele agradeceu ao Papa por dissimular a ideologia motivadora do terrorismo jihadista, que o seu grupo é acusado de financiar, e por difamar outras religiões, num esforço para branquear o Islão.

Eu não me oponho ao encontro do Papa com este homem. Afinal, Jesus era amigo de colectores de impostos e pecadores. Mas a reunião parece ter sido uma sessão sem sentido ou utilidade, provavelmente focada nos costumeiros ardis de al-Issa.

De acordo com a Breitbart News, “os dois homens trocaram opiniões sobre várias questões de interesse comum, incluindo a paz e a harmonia global, e discutiram a cooperação em questões de coexistência pacífica e disseminação do amor”.

A propagação do amor. Sim, é disso mesmo que trata a Liga Mundial Muçulmana...

Nem é a primeira vez que um líder muçulmano agradece ao Papa por ser tão útil. Em Julho passado, Ahmed al-Tayeb, o Grande Imã do Cairo, al-Azhar, agradeceu-lhe pela sua “defesa do Islão contra a acusação de violência e terrorismo”.



Ahmed al-Tayeb, o líder global do Islão sunita, que representa 80% dos mil milhões e 800 milhões de muçulmanos, recusou sempre considerar o ISIS não-islâmico, além de ter já declarado publicamente cristãos e judeus como inimigos eternos do Islão, e outras lindezas.

Algum outro Papa de Roma na História do Cristianismo já foi proclamado “Defensor do Islão”?

Claro que não. Mas a Igreja Católica percorreu um longo caminho desde os dias do Papa Callixtus III, que prometeu em 1455 "exaltar a verdadeira fé e extirpar a seita diabólica dos Maometos, réprobos e infiéis, no Oriente".

Se as viagens no tempo pudessem ser organizadas e o Papa Francisco pudesse encontrar Callixtus III, Callixtus poderia "esperar um soco", pois Francisco não é apenas um defensor do Islão, mas um defensor da pena de morte por blasfémia contra o Islão:

Depois de jihadistas islâmicos terem assassinado os cartunistas do Charlie Hebdo por estes terem desenhado Maomé, Francisco justificou os assassinatos dizendo que “é verdade que não devemos reagir violentamente, mas apesar de sermos bons amigos, se alguém disser uma maldição contra a minha mãe, pode esperar um soco, é normal. Não se pode fazer piadas com as religiões dos outros. Essas pessoas provocam e depois algo pode acontecer. Na liberdade de expressão há limites”.

Então, para o Papa, assassinar pessoas por violarem as leis de blasfémia da Sharia é “normal”, e não é terrorismo porque “o terrorismo cristão não existe, o terrorismo judaico não existe e o terrorismo muçulmano não existe. Eles não existem”, disse ele num discurso em Fevereiro passado. “Há indivíduos fundamentalistas e violentos em todos os povos e religiões - e com generalizações intolerantes eles tornam-se mais fortes porque se alimentam de ódio e xenofobia”.


O Papa Francisco apoiou o massacre do Charlie Hebdo.

Portanto, não há terrorismo islâmico, mas se você se envolver em "generalizações intolerantes", você pode "esperar um soco". O Papa, como a Organização da Cooperação Islâmica, aparentemente acha que o problema não é o terrorismo jihadista, mas os não-muçulmanos que falam sobre o terrorismo jihadista. Os muçulmanos seriam pacíficos se os não-muçulmanos simplesmente se censurassem a si mesmos e se auto-impusessem restrições das leis de blasfémia da Sharia em relação às críticas ao Islão.

O Papa Francisco não tem paciência para aqueles que discutem tais questões: "Eu não gosto de falar sobre a violência islâmica, porque todos os dias, quando leio o jornal, vejo violência".

Disse ele, segundo o Crux, que "quando ele lê o jornal, ele lê sobre um italiano que matou a sua noiva ou a sua sogra”. O Pontífice acrescentou: “Eles são baptizados católicos. Eles são católicos violentos”. Ele disse que se falasse sobre “violência islâmica”, então teria que falar sobre “violência católica” também.

Essa comparação não faz sentido, pois os católicos italianos que mataram as suas noivas ou as suas sogras não agiram de acordo com os ensinamentos da sua religião, enquanto o Alcorão e o ensino islâmico contêm numerosas exortações à violência.

Mas o Papa Francisco, defensor do Islão, não se pode preocupar com essas minúcias. Ele também não parece particularmente preocupado com o facto de que todas as suas declarações falsas sobre a ideologia motivadora por trás da perseguição massiva dos cristãos nos últimos anos apenas capacita e fortalece essa perseguição, pois se essa ideologia não for identificada e confrontada, continuará a florescer.


O Papa de Roma, que os católicos consideram o líder terreno da Igreja, deveria ser um defensor do Cristianismo, não um defensor do Islão, a religião que está em guerra com o Cristianismo e a civilização judaico-cristã desde os seus primeiros dias.


Que qualquer líder cristão seja chamado “Defensor do Islão” por qualquer pessoa, só põe em relevo o absurdo da nossa época e a fraqueza do Mundo Livre.
A idolatria rastejante do Papado, que é galopante na Igreja Católica de hoje, com muitos católicos tratando cada palavra do Pontífice como se fosse um oráculo divino, só piora a situação.


Você consegue imaginar algum líder muçulmano sendo chamado “Defensor do Cristianismo”? Claro que não: os líderes muçulmanos são mais conscientes do que o seu defensor no Vaticano de que o Islão exige a guerra contra os não-muçulmanos, não a defesa das suas visões teológicas.


O Papa Francisco não está apenas desastrosamente equivocado quanto a um facto óbvio que é reforçado pelas manchetes diárias; ele também está enganando e enganando o seu povo sobre um assunto da maior importância, e mantendo-o ignorante e complacente sobre uma ameaça crescente e galopante.

"Deixem-nos; eles são guias cegos. E se um cego guiar um cego, ambos cairão num buraco”. (Mateus 15:14

16 de fevereiro de 2020
in libertatum
Via https://amigodeisrael2.blogspot.com
/

O LIXO E O SENTIDO DA VIDA (THEODORE DALRYMPLE)


TOCANDO AGORA

A VIDA INTELECTUAL NÃO TEM RECEITAS PRONTAS


TOCANDO AGORA

TUDO FOI REVALADO! DOIS MINISTROS DO STJ DELATADOS POR CABRAL E PESSOAS COM FORO...